12 jan 2018

CES 2018: o que rolou na maior feira de tecnologia do mundo

por Dimítria Coutinho

6 min. de leitura
CES 2018: o que rolou na maior feira de tecnologia do mundo

A International Consumer Electronics Show (CES) – em tradução livre, Exposição Internacional de Eletrônicos de Consumo –  é uma das maiores feiras profissionais de alta tecnologia. A CES, realizada anualmente em Las Vegas há mais de 50 anos, se dedica a apresentar inovações tecnológicas em eletrônicos de consumo. Este ano, ocorreu entre 9 e 12 de janeiro.

A CES reúne as maiores marcas e fabricantes, trazendo novidades de todos os tipos, desde os novos smartphones até casas totalmente integradas. Entre tantas inovações, separamos alguns lançamentos interessantes da feira. 

Casas inteligentes

Uma casa inteligente é aquela busca encontrar soluções integradas usando tecnologia. A ideia é facilitar a vida de quem mora ali, ajudando em questões como segurança, gestão de energia, automação das tarefas domésticas, e por aí vai. Quando a gente pensa nesse tipo de coisa, parece que estamos falando de um futuro bem distante. Mas a CES mostrou que essa realidade está mais perto do que se imagina.

A GE, por exemplo, lançou um exaustor com uma tela capaz de controlar uma casa inteligente. Na realidade, um tablet fica acoplado ao  eletrodoméstico e acaba servindo com uma central de todos os dispositivos inteligentes conectados na casa. Dessa forma, dá para realizar chamadas de vídeo, ver receitas online, monitorar atividades do fogão, controlar câmeras de segurança e muito mais. Sim, tudo isso através do exaustor. As vendas devem começar no segundo semestre.

A linha de equipamentos integrados da LG. Imagem: Divulgação/LG

A LG, por sua vez, foi um pouquinho mais longe. Durante sua conferência na CES, a empresa apresentou sua inteligência artificial, a ThinQ, que promete tornar mais natural a relação entre o consumidor e seus eletrodomésticos.

A promessa é a de que os aparelhos estejam todos conectados entre si e a comunicação seja feita com o usuário através do Google Assistente. Nesse cenário, tudo funcionaria sozinho: o ar-condicionado entende os horários em que é mais requisitado e se adapta à rotina da família; o aspirador de pó sabe da planta da casa e faz tudo sozinho; no carro, a inteligência artificial ThinQ seria capaz de ler as expressões faciais das pessoas e controlar, a partir disso, luminosidade, temperatura e música.

A Samsung apresentou um novo modelo da sua linha de geladeiras inteligentes, com várias funcionalidades inéditas. Pela tela da geladeira, dá para saber, por exemplo, quem está tocando a campainha ou como o seu filho está dormindo no quarto. Dessa forma, ela pode se integrar a outros dispositivos. Através de aplicativos, é possível ver checar o que tem dentro da sua geladeira pelo celular. Na telona, é possível ver receitas, acessar músicas, jogos e espelhar a geladeira. A promessa é de que esse produto já esteja disponível no mercado norte-americano a partir de março.

Não é só na cozinha

Nem só de cozinha é feita uma casa, inteligente ou não. A CES também teve seu quinhão de lançamentos de banheiros inteligentes.

A fabricante de móveis Kohler lançou um banheiro todo equipado e conectado. Kohler Konnect foi o nome dado a essa nova interface, que utiliza da assistente de voz Alexa, da Amazon, para permitir que o usuário controle tudo dentro do banheiro.

Isso significa que é possível, através da voz, regular a temperatura do assento sanitário, dar descarga, mudar a pressão do chuveiro e até reproduzir músicas das suas playlists pré-selecionadas.

O banheiro que faz (quase) tudo por você. Imagem: Divulgação/Kohler

Outra novidade foi a escova de dentes Magik, da startup francesa Kolibree. O objetivo é incentivar as crianças nesse hábito tão “chatinho” para elas. Se conectada a um aplicativo, a escova passa a ser como um controle remoto de um jogo de realidade aumentada.

Para ganhar o jogo, é preciso vencer o monstro das cáries. Conforme escova os dentes, o aplicativo mostra se a criança está fazendo os movimentos corretos.

Smart TVs

A CES também é tradicionalmente a plataforma de novos modelos de TVs inteligentes.

Durante a feira, a LG anunciou uma televisão de tela super fina, com espessura de  dois milímetros e que pode até ser enrolada. Tudo isso acompanhando uma exibição de imagens em 4K. Ainda não há informações sobre preço ou data de lançamento para o público.

A TV gigante da Samsung é também a primeira a utilizar a tecnologia MicroLED. Imagem: Divulgação/Samsung

Já a Samsung apostou suas fichas no tamanho da tela. Chamada de The Wall, a nova TV da marca tem 164 polegadas, e é composta por vários painéis unidos. Sim, dá para removê-los e diminuir o tamanho da tela, ao gosto do usuário. Além disso, é a primeiro televisão com tecnologia MicroLED, possuindo LEDs muito menores que os das demais TVs que vemos por aí.

Outro destaque foi a Hisense. A marca anunciou dois modelos de televisores com tecnologia Android TV, e e usuário pode escolher entre os assistentes de voz da Amazon (Alexa) e do Google.

Os novos smartphones

A Sony aproveitou e lançou logo 3 novos smartphones. Dois deles, o XA2 e XA2 Ultra, são modelos intermediários, e o terceiro, o L2, é um aparelho mais simples. Todos estão equipados com leitores de impressões digitais.

O ponto forte do novo A2 Ultra são as câmeras. Imagem: Divulgação/Sony

Na linha XA2, o ponto forte é, sem dúvida, as câmeras. Os dois aparelhos contam com câmeras de 23MP na parte de trás e 8MP na frontal. A versão Ultra tem uma segunda câmera frontal de 16MP e um sistema de estabilização de imagem.

Enquanto eles já são lançados com o Android Oreo, o L2 virá com o Android 7.1.1 Nougat e câmeras de 13MP na parte traseira e 8MP na frontal.

A Samsung, que adiou o lançamento de seu smartphone dobrável para o ano que vem, trouxe para a CES os Galaxy A8 e A8+. Trazer um design baseado nos topos de linhas do ano anterior, porém com alguns ajustes, é padrão na linha Galaxy A da marca.

E este ano não foi diferente. O design do A8+ é praticamente o mesmo do S8 e do Note 8, alterando apenas a posição do leitor de digitais. Um ponto negativo é que o aparelho será lançado com o Android 7.1.1 Nougat. As demais especificações, porém, foram bem recebidas.

A respeito do tão esperado Galaxy S9, a Samsung aproveitou a CES para anunciar que o lançamento do smartphone só ocorrerá em fevereiro, durante o Mobile World Congress 2018.

A Asus também utilizou da CES para anunciar: vai lançar o ZenFone Max Plus no Estados Unidos. O modelo vem com uma bateria poderosa, de 4.130 mAh. Esse é o grande destaque no dispositivo, que promete ficar 26 dias acordado direto, em modo standby.

5G – chega ou não chega?

Falando em smartphones, fica a pergunta: quando chega o 5G? Segundo o repórter Rodrigo Loureiro, da Isto É Dinheiro, a Qualcomm planeja que a tecnologia 5G já esteja presente nos processadores de celulares no começo de 2019.

Nos Estados Unidos, isso deve casar certinho com a promessa da AT&T de lançar a rede 5G em doze cidades até o fim de 2018. Com a tecnologia presente e processadores capazes de recebê-la, o 5G deve funcionar no país até o começo do ano que vem.

No Brasil, porém, isso deve demorar um pouco mais. Ainda segundo Rodrigo Loureiro, as empresas de telefonia móvel ainda devem demorar mais um ou dois anos para disponibilizar o serviço por aqui.