#comofaz: Você sabe proteger a sua privacidade no Facebook?

Screen Shot 2014-04-07 at 14.17.25
Que tal dar uma “polida” na imagem que você passa para os outros no Facebook?

crédito da imagem: Stephanie Lenz

 

Às vezes não dá para dizer se é bom ou ruim, mas parece que hoje em dia todo mundo está no Facebook. Quem está lá há muito tempo, tem pena de abrir mão da sua praticidade, e sente que ficar de fora seria perder acesso a uma camada bem grande da vida social. Quase como perder a melhor festa do ano todos os dias. Quem chegou há pouco, ainda está conhecendo esta pequena selva, mas já entendeu que mais do que uma rede social, o Facebook é um contexto social. 

Nós no Ada não defendemos nem apedrejamos qualquer tipo de uso que a rede possa te proporcionar. Seja por trabalho, seja pela facilidade de descobrir eventos, seja para observar o seu ex e a sua atual família; a internet é um livro aberto e um caderno em branco ao mesmo tempo. Sirvam-se à vontade e salve-se quem puder. O que nós defendemos, e aí sim, com unhas e dentes, é que a gente saiba o quê e com quem estamos compartilhando as informações que colocamos (ou que colocam) na nossa linha da vida (quer metáfora mais forte do que essa?!). Por isso este tutorial: você sabe o quê e como você compartilha a sua vida no Facebook? Bora aprender.

 

Quem pode ver o que você posta?

Dica número zero: cada vez que você faz um post, há um ícone bem humilde em formato de globo terreste com a palavra “público” lá embaixo.

Screen Shot 2014-04-06 at 22.00.54

Este é o jeito mais fácil de decidir, post a post, quem você quer que leia, ouça ou veja o que você está compartilhando. Escolha uma das opções pré-definidas (público, amigos, amigos exceto conhecidos, só você) ou faça a sua lista negra personalizada. Sim, isso mesmo, escolha “personalizar” e marque a pessoa (ou o grupo delas) que você quer manter de fora. Nesta hora você pode escolher até se quer que os amigos das pessoas marcadas naquele post saibam do que você está falando. OBS: o Facebook vai lembrar da sua escolha na próxima publicação, por isso é legal manter esse exercício como uma prática mesmo. Ajuda horrores e no fim das contas você se acostuma 🙂

 

Como ver tudo o que você já fez no Facebook?

Clique nesta tímida setinha no canto superior direito do seu Facebook e você vai achar uma área com o nome “registro de atividades”.

Screen Shot 2014-04-06 at 22.12.44

É aqui que você consegue ter a visão geral da situação.  Nesta área você pode descobrir coisas importantes, como em quais fotos, posts ou vídeos você foi tagueada, por exemplo. Use os filtros no topo para ver o conteúdo que você escondeu da sua timeline e descobrir quem pode ver esses posts tagueados no Feed de notícias, na busca e em outros lugares no site. (respira fundo e vai com fé!). Se tem alguma coisa que você quer destaguear e for sua, clique no ícone de lápis e selecione “excluir”. Se a publicação pertence à outra pessoa, escolha “denunciar/remover marcação”. Nessa área também dá para ver todas as curtidas e comentários que você fez em um só lugar. Tá na dúvida se fez merda naquele madrugada de bebedeira? Aqui você descobre.

 

Quem pode entrar em contato com você?

Volte naquela mesma setinha tímida, só que agora escolha “configurações”. Uma vez na página, escolha “privacidade”.

Screen Shot 2014-04-07 at 11.00.48

 

Se você reparar na lista, é na segunda pergunta que você deve restringir quem pode te enviar solicitações de amizade. O default é “público”, mas você pode mudar para amigos de amigos para evitar as pessoas malucas da internet (não que os nossos amigos não sejam). Lá também dá pra criar filtros de quem pode te mandar mensagens diretas. Simplão.

 

Quem pode te achar?

Acho essa opção providencial! Siga na mesma página onde você estava, só que agora clique na terceira pergunta: “Quem pode me procurar?” Aqui você decide por quem você quer ser encontrada com o seu endereço de email ou telefone. Isso evita bastante aquele povo de palestras e eventos que a primeira coisa que faz com o seu cartão é te adicionar no Facebook.

Agora o mais importante: NÃO PERMITA QUE O FACEBOOK OFEREÇA A SUA LINHA DO TEMPO PARA MECANISMOS DE BUSCA! Isso implica que qualquer pessoa que te procurar no google possa ver a sua linha do tempo, as suas fotos de bebê etcétera e tal.  Tem uma caixinha lá da qual você precisa tirar o “x”.

 

Uma linha do tempo para chamar de sua

Ainda estamos na página de privacidade, só que agora escolhemos o ítem “linha do tempo e marcações”.

Screen Shot 2014-04-07 at 11.14.41

 

Aqui vale a pena dar uma passeada e ler item por item. É neste ponto que você decide o tipo de privacidade e controle que você quer ter na sua linha do tempo. Aproveite para bloquear os posts reaças do seu amigo do colégio que faz questão de compartilhar com você. Também altere as configurações para que o Face te peça autorização antes de qualquer post te marcando seja incluído na sua timeline. Muito necessário!

 

O poder do não

É importante a gente bloqueie o acesso de certas pessoas a certas áreas da sua vida. A vida offline também é assim, então esse é um exercício que temos que fazer sem medo e sem dó. Dê uma olhadinha na coluna da esquerda, e agora escolha “bloqueio”.

Screen Shot 2014-04-08 at 16.37.28

Tem pessoas no seu Facebook que você não pode excluir? Não se preocupe: crie uma lista de “restritos” a quem só será visível o que você publicar publicamente. Importante lembrar que ninguém é notificado quando é adicionado a uma lista negra. Nem a sua mãe 😉 Mas se o caso é grave mesmo, bloquear alguém dá um poder libertador. Quando bloqueada, a pessoa não pode começar uma conversa com você, não pode ver a sua timeline ou tentar de adicionar como amiga. É tenso, mas tem horas que só isso resolve. Outra mágica, aqui você também bloqueia convites de aplicativos (tchau Candy Crush!) e convites para eventos de uma determinada pessoa.

 

Testanto, testando… um, dois. um dois

Já teve vontade de ver como uma pessoa específica vê o seu perfil?  Vem ver aqui embaixo!

Screen Shot 2014-04-07 at 11.42.43

 

Ta-daaa!