Conheça o Relay e fale a língua dos GIFs

Vocês já devem ter percebido a nossa predileção por GIFs animados e a bem da verdade a gente não esconde de ninguém. Fato é que muitas vezes um GIF resume tão, mas tão bem os meandros do nosso raciocínio que é como se eles estivessem lendo os nossos pensamentos.

relay 1

Como a Internet é muito da maravilhosa, dois canadenses tiveram a brilhante idéia de criar um aplicativo de chat onde usuários se comunicam através das pequenas imagens em movimento, o Relay. O app não é exatamente novo, mas teve uma entrada um pouco mais lenta no Brasil (tanto que já está em português) e agora está angariando cada vez mais usuários: em sua grande maioria, viciados.

narcisa

O app é simplão e levemente “bugado” (erros no sistema às vezes o fazem fechar sozinho), mas é prático: você encontra os seus amigos de Facebook lá dentro e já pode começar a compartilhar. Existe uma espécie de “home” onde o app mostra os GIFs em categorias, como tendências e reações, mas a busca é ampla, e maravilhosa. Até hoje encontrei tudo o que eu procurei lá dentro. Inclusive o Justin Timberlake de cabelo cup noodles cantando com uma pizza pepperoni ao fundo.

justin
Mas o mais legal mesmo é que você também pode usar os GIFs fora do Relay. Como? Ache a imagem que você quer, faça um toque longo sobre ela e você verá uma lista de opções. Você pode postá-la direto no Twitter, na sua timeline do Facebook, pode salvar a imagem no seu celular ou copiá-la.
Aqui no Ada a gente ama os apps que incentivam o “poliamor digital” e que nos permitem compartilhar o conteúdo em outros lugares. Neste caso a mensagem é muito clara: o Relay quer ser o seu antidepressivo de bolso, não importa onde.
cats

Vai lá: Relay, gratuito, para iPhone e Android.