10 out 2017

O que são Fake News e como se livrar delas

por Dimítria Coutinho

2 min. de leitura
O que são Fake News e como se livrar delas

“Jean Wyllys quer legalizar sexo com crianças de 8 anos, diz Silas Malafaia”.

 

“Vídeo mostra drones da Polícia Rodoviária Federal aplicando multas”.

 

Se você não viu essas manchetes espalhadas na internet, talvez tenha se deparado com outras igualmente mentirosas. Esses títulos, assim como muitos outros, são fake news.

são mais do que apenas notícias falsas. Trata-se da criação e distribuição, por indivíduos, governos e, acredite, governos, de desinformação ou boatos com objetivos, geralmente, financeiros ou políticos. Isso pode acontecer em jornais, televisão, rádio ou online. E é justamente na internet que a questão ganha uma dimensão ainda maior.

Embora as fake news não tenham surgido agora, seu uso e impacto se tornaram mais amplos no contexto digital. Historicamente, notícias falsas já tiveram bastante repercussão, mas o que faz delas mais impactantes agora é justamente a rapidez como podem ser compartilhadas.

Com as redes sociais, é muito mais fácil propagar notícias falsas. Essas “notícias” podem ter objetivo político, como acabar com a imagem de alguma pessoa pública, ou financeiro, ganhando dinheiro de publicidade através de cliques na internet. Geralmente, as manchetes são sensacionalistas, feitas justamente para atrair a atenção do público e, no cenário das redes sociais, para aumentar o número de leitores, compartilhamentos e taxas de cliques. Pode parecer que basta tem um pouco de senso crítico para escapar delas, mas as fake news têm se tornado bastante preocupantes.

Uma pesquisa realizada pela GlobeScan mostrou que, entre os 18 países pesquisados, o Brasil é o que mais se preocupa com as fake news. A pesquisa, que ouviu pessoas entre janeiro e abril desse ano, mostrou que 92% dos brasileiros consultados concordam com a afirmação “Eu me preocupo com o que é verdadeiro e o que é falso na internet”.

Fonte: GlobeScan

Consequências e cuidados com as fake news

A própria ONU já declarou, em março deste ano, que notícias falsas são uma preocupação global, já que a desinformação pode destruir reputações, a privacidade e incentivar a violência, discriminação e hostilidade contra certos grupos de pessoas.

Então, antes de compartilhar ou acreditar em uma notícia, vale a pena descobrir: será que é mais uma fake news? Abaixo separamos algumas dicas para te ajudar a se proteger (e identificar) estas notícias falsas:

Leia mais

Manchetes chamam a atenção, mas a própria história completa pode revelar uma mentira.

Cheque o veículo

Analise o site em que foi veiculada a notícia. Olhe se ele tem descrição de missão, equipe e contato. Um site que esconde informações sobre si é um site com o qual devemos ter cuidado. Na dúvida, sempre procure pelo mesmo assunto em outras fontes de informação.

Pesquise sobre o autor e as fontes

O autor existe mesmo e é confiável? Se o site sequer der o nome do autor da matéria, já é motivo para desconfiar. E quanto às fontes, é importante que elas estejam presentes ao longo do texto, assim como referências e possíveis dados científicos. Procure sobre eles também.

Atenção à data

Muitas notícias antigas são compartilhadas como novas. Fique de olho.

Admita suas próprias crenças e valores

Se uma manchete te agrada, alivia ou revolta logo de cara, não saia compartilhando. Leia antes e, se desconfiar, siga as outras dicas.

Deixe uma resposta