10 out 2017

Como adaptar smartphones para idosos

por Dimítria Coutinho

4 min. de leitura
Como adaptar smartphones para idosos

A terceira idade está cada vez mais ativa no mundo digital. Segundo uma pesquisa realizada no ano passado pelo Instituto Locomotiva, hoje o Brasil já conta com 5,2 milhões de idosos online. Esse número aumentou mais que 1000% nos últimos oito anos.
Com números tão expressivos assim, é quase impossível deixar os idosos de lado na hora de pensar o uso dos smartphones. E é por isso que existem aplicativos que adaptam os celulares às necessidades dos mais velhos.
A maioria desses apps transformam a página inicial do celular na página do próprio aplicativo, ou seja, todas as funções do celular passam a ser acionadas via aplicativo. Por isso, é necessária a permissão do usuário para que o app funcione como inicializador do sistema. Testamos três desses aplicativos e trazemos nossa opinião na lista abaixo:

Phonotto

Durante a instalação do Phonotto, é possível customizar a aparência para que seja o mais amigável. A língua, o estilo dos botões, o brilho da tela e a assistente de voz são opções que podem ser personalizadas.

 

Depois de instalado, a tela principal mostra, com ícones grandes, os três principais contatos escolhidos pelo idoso e o botão de ligação. É possível, ainda, acrescentar mais duas aplicações na tela principal, assim como selecionar mais aplicativos para ficarem numa segunda tela.

Tela principal do aplicativo. Na primeira imagem, como o sistema é originalmente. Na segunda, após acrescentar mais ícones. E na terceira, no caso de serem adicionados mais de dois ícones, os demais aplicativos vão para uma segunda tela, disponível a partir do clique em “aplicativos”.

O layout do app é bastante amigável, os ícones são grande e coloridos. A opção de leitura, porém, não funciona em português (mas os ícones são bem intuitivos). O Phonotto está disponível para Android e tem versão gratuita de teste, que dura 30 dias. Depois disso, o aplicativo passa a ser pago.

 

Big Launcher

Assim como o Phonotto, o Big Launcher permite a customização do layout durante a instalação, como a cor de fundo e o tamanho das letras. Nessa fase, o aplicativo – que é gratuito, mas possui versão paga mais completa – permite comprar temas e pacotes de ícones diferentes.

Página de seleção dos padrões, durante a instalação

Depois de instalado, a tela principal dá acesso ao telefone, às mensagens, à câmera e galeria e ao botão de emergência. Esse último, quando selecionado, permite a ligação ou o envio de mensagem ao contato de emergência (selecionado pelo usuário). A segunda tela do app mostra todos os aplicativos instalados, incluindo um campo para pesquisa.

O app possui apenas duas telas. A principal, com 6 ícones e a secundária, com todos os aplicativos do celular. A segunda tela aparece com o clique no ícone lilás.

A interface do Big Launcher é bastante intuitiva e fácil de manusear com uma identificação clara de ítens. O aplicativo está disponível para Android.

 

CPqD Facilita

O aplicativo, desenvolvido pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, ainda é bastante recente. Disponível desde setembro, o app ainda tem poucos downloads, mas funciona muito bem.
Desde a introdução até o funcionamento, tudo é narrado em português pelo assistente de voz. Depois de instalado, o celular passa a ter três telas principais, sendo que as duas primeiras comportam até oito ícones cada, e a terceira com as configurações e o desligamento do app. Conforme o idoso clica nos ícones, o assistente fala o que aquilo significa, bem como lê o que aparece na tela seguinte.

As três telas principais do aplicativo, na ordem em que aparecem.

O CPqD Facilita é bastante completo e possui funções como notícias (o app já seleciona alguns portais, permitindo que o usuário acrescente outros), leitura de textos baixados no celular e aviso sobre horário e quantidade de carga na bateria.
A interface é bastante amigável e o assistente de foz auxilia muito na hora de manusear o celular. Os ícones são grandes e coloridos. CPqD Facilita é gratuito e está disponível para Android.

iPhone

No caso do iOS, é difícil encontrar aplicativos como esses. Mas o próprio sistema possui algumas funções que podem ser configuradas para ajudarem os idosos. A primeira delas é o tamanho da letra. Indo em Ajustes > Geral > Acessibilidade, é possível ativar a opção “Tamanhos Maiores”. Dessa forma, mensagens, contatos e outras ferramentas terão letras grandes.

Outra dica é a opção Fala, que executa a leitura de textos de mensagens ou sites. Para ativar, o caminho é Ajustes > Geral > Acessibilidade; o botão a ser acionado é “Falar Seleção” ou “Falar Conteúdo da Tela”. Além disso, vale a pena habilitar a Siri, ferramenta que torna possível que o idoso faça perguntas ao celular (como, por exemplo “quem me ligou?”) ou que agende compromissos. Tudo pelo comando de voz. Para habilitar, basta ir em Ajustes > Geral > Siri, lembrando de verificar se a Siri já está configurada em português.