14 ago 2014

Babá eletrônica do futuro

por Diana Assennato

1 min. de leitura
Babá eletrônica do futuro

sproutling

 

Imagine uma babá que consegue te informar, de uma só vez, se o seu bebê está dormindo bem, se está com cólicas, se a temperatura do quarto é a ideal, os seus batimentos cardíacos e até que horas ele irá acordar. Sproutling é a versão Matrix de uma babá-eletrônica: um aplicativo que funciona em conjunto com um wearable (lembra que já falamos deles antes aqui?), colocado no tornozelo do bebê que monitora a sua cria constantemente.

Uma faixinha hipoalergênica com um sensor inteligente acoplado mede movimento, temperatura e posição (o bom e velho GPS). No celular, o aplicativo é alimentado constantemente com esses dados, então se algo sai da normalidade os pais recebem uma notificação. Calma que melhora: a base carregadora da engenhoca também é um compilado de sensores e microfones que medem umidade, luminosidade do quarto e barulho.

Não fosse estranho/futurista o suficiente, o sistema do app começa a aprender com os números que são gerados a partir dos sensores e passa a identificar os padrões vitais do seu filho. Assim, você pode confortavelmente sair pra sua aula de pilates porque uma notificação do Sproutling te avisou que o seu anjinho só vai acordar em 45 minutos. Agora a cereja do bolo: ele também consegue “prever” se o seu filho acordará de bom ou mau humor. Mas e se forem gêmeos? Não se preocupe, você pode “cadastrar” até 4 bebês. Ufa.

sproutling-mobile-app

 

A marca começou o pré-lançamento há uma semana e já vendeu 81% do estoque de um produto que ainda não existe (e que não é barato). Isso nos mostra que há uma bela demanda por este tipo de solução na nossa geração. O lançamento definitivo está previsto para março de 2015 e o preço sugerido é US$300.